DRM do YouTube em ação

Finalmente, a Google inseriu a bendita tecnologia que permite filtrar vídeos protegidos por direitos autorais no YouTube. Os estúdios já comemoram. Ontem mesmo, um representante da Viacom, que tem um processo de US$ 1 bilhão contra o site de vídeos, declarou estar satisfeito com a proteção [mas não falou nada sobre a retirada do processo].A tecnologia desenvolvida pela Google [muito semelhante à VideoDNA, da Vobile] vai funcionar assim: os estúdios sobem os vídeos protegidos por direitos autorais que desejam no YouTube. Cada arquivo terá uma espécie de ID. Se alguém tentar subir um arquivo igual ao dos estúdios [um re-upload], o mesmo será deletado.
Em resumo: ainda será possível subir um “vídeo pirata”, mas este passará por uma filtragem antes de entrar no index do YouTube. Se fizer parte do acervo dos estúdios, será deletado.Pois é, pessoal! Distribuição livre de conteúdo somente pelas redes p2p e os torrents. Por adotarem um modelo descentralizado, de guerrilha, [diferente do YouTube que é centralista] essas redes conseguem passar sem ferimentos a tantos processos e DRM‘s da vida. Aliás, o p2p continua, firme e forte, na linha de frente da distribuição livre de conteúdo na rede.
Por Tiago Dória

No comments yet»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: