Artigo amigo

No evento Web 2.0 da Revista Info, organizado em SãoPaulo, no dia 17 de setembro, pudemos ver que ainda temospoucas experiências concretas nas empresas na implantaçãode projetos colaborativos, utilizando as novas tecnologiase participativas disponíveis (vou evitar usar o termo web2.0 para diminuir resistências).
Na verdade, as instituições estão tateando nesse mundocolaborativo.
Lá, pudemos ouvir o relato da experiência dos portais deconteúdo (UOL, Terra e Globo Online) com a abertura decomentários para leitores, blogs e comunidades, do qualparticipei.
E algumas experiências Wikis em empresas, no caso da Amile Hering. E uma rede colaborativa da Le Postiche.
Na verdade, o que a maioria queria saber, pelos papos quetive nos corredores do evento, é o que vai acontecer com onosso velho portal, tanto na internet como na intranet.
E, para variar, os alarmistas de plantão, consideram que épreto ou branco. Ou agora é tudo colaborativo. Ou ainda quetudo fica como antes, no quartel online de Abrantes!
Mais ao que tudo indica, teremos um cinza hiper-multicolorido.
A história dos sistemas de informação demonstra que umanova etapa que surge, a partir de novas tecnologias decomunicação, parte da assimilação e incorporação daanterior, modificando-a com o tempo, para a instauração deuma nova fase, permitindo uma melhor dinâmica da circulaçãode idéias, troca de conhecimento e, por sua vez, ampliaçãoda competitividade, com geração de riqueza para os que delatiram proveito.
Ninguém deixou de gesticular quando passamos a falar. Ouficou mudo, ao escrevermos. E nem deixamos de escrever,quando pudemos falar a distância pelo rádio ou aparecer decorpo inteiro na televisão.
Houve modificações e adaptações, mas não substituições. Equem se apropriou desses instrumentos com maisinteligência, teve vantagens.
Assim, pela experiência adquirida, os novos ambientescolaborativos se incorporarão e se integrarão ao que játemos de forma rápida, pois é um elemento de competição emdireção ao mercado futuro. Ajudarão a consolidar as redesexistentes, dinamizando-as e criando novas na perspectivade ampliar e dinamizar o conhecimento, peça fundamentalpara o desenvolvimento do ser humano.
Hoje, já podemos identificar quatro tipos de topologias derede que já convivem no mundo da cibercultura, a primeiramais tradicional e majoritária e as outras incipientes, mastendendo a rápida expansão.
Quatro tipo de topologias de rede
1. Tipo de rede: vertical (majoritária)Característica: eu coloco conteúdo e você consome;Aplicação na internet: a maioria dos sites hoje dainternet e intranet.
2. Tipo de rede: horizontal direta sem alteração deconteúdo original (em expansão);Característica: eu coloco conteúdo e você comenta;Aplicação na internet: portais como UOL, Terra e Globo,quando permitem comentários nas notícias;
3. Tipo de rede: horizontal indireta sem alteração deconteúdo original (em expansão);Característica: eu deixo você colocar criar a sua redehorizontal simples;Aplicação na internet: Globoonliners, quando permite queusuários criem seus blogs e comunidades;
4. Tipo de rede: horizontal com alteração de conteúdooriginal (em expansão);Característica: eu coloco o meu conteúdo e você podealterá-lo;Aplicação na internet: Wikipedia, Wiki da Amil e da Hering.
A tendência dos portais não será adotar uma ou outradestas topologias de rede, mas integrá-las, pois cadasetor, segmento, tipo de informação se tornará maisdinâmico a usar determinada topologia, a saber:
O planejamento estratégico, por exemplo, é um registro deum determinado momento e vale como um documento importantea ser armazenado. Encaixa-se melhor na topologia vertical,sem comentários. É um registro.
Já as avaliações do planejamento, na sua aplicação eespecíficas, podem ser incorporados no rodapé do mesmo,complementando-o e enriquecendo-o ao longo do tempo;
As pessoas podem ainda complementar as idéias doplanejamento estratégico, através dos seus blogs ecomunidades, detalhando-as e adaptando para cada uma dasáreas da instituição e incluir esses comentários também aorodapé do documento original, (tantos os feitos nos blogs enas comunidades);
E pode-se ainda ter uma reconstrução do planejamentoestratégico no formato wiki, como que um ser vivo que vaise modificando por toda a organização, a partir dodocumento original preservado, criando um novo ao longo dotempo.
São necessidades diferentes, que exigem topologias de rededistintas e ferramentas específicas, que, no seu conjunto euso, vão dar para aquele grupo um dinamismo interessante.
O desafio agora é ter ferramentas, conceitos e capacitaçãodos incentivadores da rede para integrar esses quatromodelos e tornar isso tudo amigável e transparente para queo conhecimento flua cada vez de forma mais invisível paraos participantes.
Essa é a grande oportunidade para os profissionais quetrabalham com rede e o desafio para as empresas que vãocontratá-los.
A idéia é que esses profissionais sejam capazes de deixarque de cada blog, novo espaço de trabalho nas empresas,cada um coloque a informação ali e de lá para qualquerlugar, como nas comunidades, no ambiente wiki, no portalinstitucional e vice-versa.
A internet e intranet passam a ser uma grande rede social,integrando os quatro ambientes disponíveis, e de cada lugarserá possível compartilhar conhecimento nas diferentestopologias que cada informação exige.
Esse é o novo conceito! Um bom novo dilema para asociedade em rede.
Quem conseguir resolvê-lo com mais rapidez e eficiênciavai sair na frente e conseguirá, com certeza, um espaçoespecial com vista para o mar do futuro.
[Carlos Nepomuceno]
Carlos Nepomuceno é jornalista e e-consultor. Colaborador do Jornal da Tarde de São Paulo e coordenador da Pontonet, especializada em gerenciamento de projetos web, e-business, teletrabalho e ferramentas de busca

No comments yet»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: